top of page

Mais um Parasita!




Todas as aves podem ter parasitas, no entanto as aves que nidificam em colónias, como muitas andorinhas e andorinhões, têm maior probabilidade de conviver com este tipo de animais.

Enquanto alguns destes parasitas são altamente especializados em determinados grupos ou até mesmo espécies de aves , outros são generalistas, como é o caso do Cimex hirundinis. Este inseto hematófago parasita mais de 20 espécies de aves diferentes, desde andorinhas e andorinhões, até alvéolas, pardais, estorninhos e pica-paus.

Um exemplar desta espécie foi descoberto no início do inverno dentro de um edifício residencial, numa divisão cuja única janela se localiza a poucos metros de um ninho  de andorinha-dos-beirais (Delichon urbicum). Este registo em Laborim de Baixo, Vila Nova de Gaia, confirma assim a bibliografia sobre este parasita, que é conhecido por hibernar em ninhos de aves e que por vezes pode entrar em casas.

Esta descoberta do curador de Entomologia  do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, José Manuel Grosso-Silva, alarga consideravelmente a área de distribuição conhecida desta espécie para a Península Ibérica.

Embora os parasitas sejam comuns em aves, a maioria deles não traz riscos para a saúde humana. Estes animais são essenciais para a diversidade biológica e a manutenção dos ecossistemas naturais.

bottom of page